Revisão Teto - Krassessoria

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Revisão Teto

Pensão e Auxílios > Revisão

Revisão Teto

O Governo Federal, por meio do Ministério da Previdência Social (MPS) e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com o Ministério da Fazenda (MF) e a Advocacia Geral da União (AGU), reconheceu o direito à Revisão do Teto Previdenciário,  em decorrência da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), no RE 564.354/SE, após análise de caso concreto de um segurado. A revisão tem por objetivo a recomposição, nas datas das Emendas Constitucionais nº 20/1998 e 41/2003,  do valor dos benefícios limitados ao teto previdenciário na sua data de início.

Foram identificados 601.553 benefícios limitados ao teto naquele período. Desses, 193.276 estão cessados há mais de cinco anos e não produzirão impacto financeiro; em 277.116 não há diferenças a serem pagas e em 131.161 há  um passivo a ser pago.

O passivo atinge 131.161 benefícios. O valor médio dos atrasados é de R$ 11.586,00 e a despesa total para a União será de R$ 1,693 bilhão.


Entenda a Revisão:

Foram selecionados, para a análise da revisão, os benefícios com data de início no período de 05/04/1991 a 31/12/2003, que tiveram o Salário-de-Benefício limitado ao teto previdenciário na data da concessão bem como os benefícios  deles decorrentes.


NÃO terão direito à revisão, dentre outros, os benefícios:

Com data de início anterior a 05/04/1991 e posterior a 31/12/2003;
Com valor do Salário-de-Benefício não limitado ao teto previdenciário na data da concessão;
Precedidos de benefícios com data de início anterior a 05/04/1991;
De valor equivalente a um salário-mínimo;
Assistenciais - Benefício de Prestação Continuada - BPC/LOAS;
Concedido aos trabalhadores rurais.
Nem todos os beneficiários que tiveram benefícios concedidos entre 5 de abril de 1991 e 31 de dezembro de 2003 têm direito à revisão pelo teto.


Valores atrasados:

Segundo acordo homologado no Tribunal Regional Federal da 3ª Região, o pagamento dos atrasados será feito em quatro datas: 31/10/2011 para os que têm direito a receber até R$ 6 mil; 31/05/2012 para quem é credor de um valor na faixa  entre R$ 6.000,01 até R$ 15 mil; 30/11/2012 para os valores entre R$ 15.000,01 e R$ 19 mil; e 31/01/2013 para os créditos superiores a R$ 19 mil.

117.135 benefícios ativos serão reajustados a partir da folha de agosto, que, para esses beneficiários, é paga nos cinco primeiros dias úteis de setembro.


Consulta:

Clique aqui para consultar se seu benefício foi selecionado.


Tire suas dúvidas no Fale conosco ou entre em contato (011) 4183-8022.

A sua mensagem é muito importante para a gente! Tire suas dúvidas sem compromisso e em breve responderemos.

TIRE SUAS DÚVIDAS





 Google
 Revista
 Jornal
 Amigos
 Outros

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal